segunda-feira, março 25

Enquanto isso, na analise.....

-



- E qual seu maior medo? - ele pergunta
- Estou acima do peso há tanto tempo que tenho medo de morrer assim. Talvez não consiga ser diferente. Talvez ser gorda já seja parte vital da minha personalidade.
....
- Tenho medo. Medo de não conseguir sair nunca desse corpo que me impede de ser quem eu sou.
- E quem vc realmente é?
- Uma pessoa feliz...??? - Penso que sou uma pessoa feliz, então balanço a cabeça.- Uma pessoa que não tem vergonha de estar em meio a outras.....

4 comentários:

As fases de Guinha disse...

Adoro seus posts me sinto tão bem ao ler..Quano ao de ontem segue um aprendizado.
Já passei muito por isso, inclusive meu pai (sujeito super radical qdo o assunto e peso) já disse que eu n iria arrumar emprego se continuasse com esse peso. Sofri horrores até que de tanto falar ocm minha terapeuta ela resolveu chamar minha família pra um bate-papo,pois eu n aguentava mais isso. Enfim, hoje eu filtro tudo isso e sempre que ouço alguém prox falando de obesidade explico como a coisa funciona que n eh simples assim e o que já sofri.
Acho que hoje estou mais fortalecida, mas isso é muito gradativo. Por isso sempre digo se for pra chorar chore e muito, depois se reserve onde se sinta aconchegada e querida. bjos

Dona D disse...

eu me sinto em parafuso - perdida com o meu peso, mas consciente de quem sou, que o meu peso não me diminui e tals...mas sofro mesmo assim por estar gorda...#ohceus!

Beatrix disse...

A felicidade está em não buscá-la, mas sim em tentar ser uma pessoa melhor para recebe-la e perceber quando ela chegar. Imagine uma pessoa que não sabe ler ou escrever. Se ela recebe um vale de um milhão,provavelmente não saberá ler e deixará pra lá. Tente se instruir, se conhecer realmente, sem padrões estéticos, sem cobranças, sem pressões. Só assim é possível ver quem você é e reconhecer o que lhe fará feliz

Beth disse...

Eu sempre digo, e já falava quando estava com 140 kg, anos atrás: 'Sou feliz, mesmo sendo gorda'. Porque a felicidade é muito mais que isso. Aí, vieram mil pedradas, certa vez, uma polêmica danada. Perguntaram: 'Como alguém pode ser feliz por ser gorda'?
Eu explicava: não é ser feliz POR ESTAR GORDA, é ser feliz MESMO estando gorda, é enxergar a felicidade como algo bem maior, é viver a vida! É valorizar tantas coisas maravilhosas que possuímos, que vivemos! Nossa capacidade de aprender cada vez mais, nossa força para seguir, nossa família, o amor, filho, as oportunidades que temos todos os dias, é muito, e estar acima do peso, mesmo que bastante, não pode tirar isso. Não me tirou. Emagreci mais de 50 kg, ao longo de quase 4 anos, sem pressa, sem neuras, e passei a ser AINDA MAIS feliz, claro, porque o emagrecimento me proporcionou mais coisas legais (praticidade no dia-a-dia, mais mobilidade, menos riscos para a saúde, auto-estima que era boa ficou melhor ainda etc.). Ao longo de 6 anos, fui deixando quilos voltarem, às vezes discretamente, às vezes chegando pra valer e hoje estou aqui com 30 quilos para mandar embora. Continuo feliz. Continuo valorizando o que é mais especial na minha vida. Mas, continuo certa de que faz parte disso eu me respeitar, me amar e mostrar esse amor me cuidando melhor, fazendo de novo o percurso para chegar a um peso mais bacana, mais saudável etc. Dá para ser feliz sim. Não tenha vergonha de nada, você é mais que tudo isso. Beijos
Beth
http://aconquistablog.wordpress.com