domingo, março 24

Tem balança em casa?



Entro na minha sala de trabalho. São 08;50 da manhã.

-NOSSA SRA!!! Fulana, vc viu o tamanho da guardete que estava revistando o José?
-Não vi, pq?- Fulana fica curiosa.
- A mulher é imensa. Se abraçar o José, acaba com ele. (gargalhadas). Quebra os ossos dele.
Todos caem na risada. José entra na sala.
- E ai? Como foi ser revistado?
- Cara, aquilo não é uma mulher, é um guarda roupa. Reparei que não tem aliança mas quem vai querer ficar com aquilo? É um monstro.


 Detalhe básico. Sou exatamente do mesmo tamanho que a guardete. E doeu viu. Esse tipo de comentário acaba com o dia. Acaba com a semana. Fui chorar no banheiro, enrolei um pouco no restaurante e voltei para minha mesa e passei o dia todo em silêncio.  Afinal, quem está acima do peso ouve isso sempre.

7 comentários:

Ju disse...

Eu chorei aqui. Tudo bem que ando sensível demais. Mas chorei pq já passei por isso inúmeras vezes. E toda vez eu penso como o ser humano é cruel, ridículo e pequeno. Pq as pessoas precisam humilhar as outras? Pra se sentirem melhores? Enfim... levanta a cabeça. Sei que não adianta muito, mas você sabe que é um ser humano mil vezes melhor do que esses babacas, né?!

Fica bem, querida!
Beijinhos

Márcia disse...

Oi querida, sei bem o q sentiu. Acho q todos nós temos histórias assim e realmente deixa a gente se sentindo muito mal. Mas estamos no caminho inverso, lutando para emagrecer então q possamos usar isso como incentivo pra seguir em frente com mais garra. BJks

Fernanda disse...

Isso é chato pra caramba... eu passo por grávida pelo menos duas vezes por mês.. rss.. já até me acostumei.. As pessoas nem sentem qdo falam essas coisas podem magoar outras..

Fique bem...

Esperança disse...

Oi amiga. Visitei seu blog e estou te seguindo, se quiser me ver, estou aqui, beijo

http://agoraeuconsigosim.blogspot.com.br/

Dona D disse...

e o pior é que esse tipo de gente não tem respeito nem pela pessoa- vítima de tais comentários - e da gente que está tão próxima. Dá vontade de mandar matar!

Outro dia, acabei fazendo piada..."eita, tanta coisa calórica...e não sei o quê...eu não tenho coragem"...Detalhe, eu estava me servindo da tal coisa calórica...aí, para evitar maiores constrangimentos, sorri e expressei "pois é, coisa calórica é terrível...só sei de uma coisa, manter a forma não é fácil...a minha, então, nem se fala...tenho que comer muito e muita caloria para manter essa forma abaulada" - risos de cantinho de boca...e boa gargalhada da minha parte...


povim sem noção!

Vaninha disse...

Já passei muito por isso, e sabe o que me magoa mais é que escuto da família do meu marido, todos magros, e falam de gordos com desprezo, nojo, e na minha frente, me sinto tão mal que mesmo me afastando, parece sempre que nos encontramos surge o assunto, fico péssima

Laura disse...

é triste saber que existe muita gente assim, o respeito mandou um forte abraço!