terça-feira, abril 7

23 km depois....




Em janeiro eu peguei uma blusa de meta para uma caminhada que aconteceria em abril.
A blusa serviu, mas eu estava totalmente despreparada para caminhada.....afinal, 23km, em estrada de terra no meio do mato não é para qualquer um. 

Mesmo me exercitando e emagrecendo ainda tem muito excesso de peso por aqui rsss e fiquei com medo de ferrar o joelho com uma "brincadeira sem graça".

No dia anterior a caminhada, eu decidi ir. 
Toda família foi.  Começamos as 04:30 da manhã e eu já estava chorando de sono e frio.
Meia hora depois estava ansiosa pq como foi no meio do mato, estava escuro e só tinha pego subida e chutado muitas pedras.


Clareou, deu calor, eu continuei chorando mas daí pq estava cansada..rs.  Juro que só tem subida de Jaguariúna a Pedreira.
Quando entramos em Pedreira, eu quase desisti. Eu comentei que me sentia como Gabrielle Andersen (foto acima) que nas olimpíadas de 84 andou se arrastando até a linha de chegada. 
Mas se ela estava travada e continuou se arrastando eu percebi que não podia desistir, afinal eu ainda conseguia dar meus passos.

Quando finalizado, me senti vitoriosa e percebi quanto posso fazer exercícios.
Perna deu uma travada no outro dia, tive bolhas em locais inimagináveis  mas valeu a pena.
E ano que vem,  estarei lá, em tamanho menor, com melhor condicionamento físico para não ficar chorando  terminar a caminhada num tempo menor.


Se vc nasceu depois de 84 e não faz idéia de quem seja Gabrielle, segue vídeo que particularmente acho emocionante...




4 comentários:

Jéssics disse...

que orgulho de você!
andar 23 km na subida e na terra, não é pra qq um não!!! Acredite no seu potencial que logo logo vc alcança seus objetivos!

Carina Brazão disse...

Sempre que atingimos uma meta é uma super vitória! Força =) beijinho e bom fds

http://passeioseconsumos.blogspot.pt

Charmosa Poli disse...

Show o relato!
O negócio é ir... Ver como se sai e melhorar para as próximas ;)

Poli

Ju disse...

Caramba!!! 23km?!?!?!! É muito chão! Acho que eu não conseguiria. Palmas, muitas palmas à você!

Beijinhos